quarta-feira, 2 de março de 2016

Rinoplastia no HC (hospital das clínicas SP)

  Boa tarde amores!
  Na minha última postagem, me perguntaram o porque não deu certo de fazer minha rinoplastia no Hospital das Clínicas. Enfim, vou explicar o que houve no meu caso e já dar dicas pra quem pretende ir, pois não custa tentar né. 

  Primeiramente vou explicar como fazer para passar na triagem. 
  
  Na primeira vez que eu fui, há uns dois anos, era pouco divulgado então não teve muito segredo. Já nesse ano há muitas pessoas tentando então é preciso madrugar na porta para garantir que vai passar na triagem.

Foto do G1.

  O hospital é imenso, então indico já pesquisarem onde fica a parte de ambulatório (onde ocorre a triagem), abre as 5 horas a.m., quanto antes puder chegar (paciência) melhor. Obs: Nessa última vez cheguei as 3 horas e fui a última a ser atendida. Dei sorte, tem gente que chega lá no dia anterior.
  Bom, antes de entrar no hospital, é preciso fazer o cadastro (portanto levem documento) para subir (também só inicia as 5 horas), então fiquem atentos a fila, ou tente se organizar com quem estiver lá para passar na plástica (fizemos senhas). 
  No cadastramento, basta dizer que vai ao 6º andar, passar na triagem da cirurgia plástica. Importante citar que só pode entrar um acompanhante. E boa sorte!   

Foto do Blog da Vivy.

  Agora vou explicar como foram as minhas triagens e porque acabei fazendo particular. 

  Bom, eles costumam perguntar o que incomoda no nariz e, na maioria das vezes, pedem pra sorrir.
  A primeira vez que fui, em 2013/2014 (ou era fim de um ou começo do outro rs, não tenho certeza), falaram que o meu nariz era o tipo que eles operam, porém que a minha mordida não estava correta e a última correção que devem fazer em um rosto é no nariz, ou seja, o ideal seria colocar aparelho e depois voltar.  
  O bom é que aí fui na dentista e realmente melhorou bem. Meus dentes não eram tortos, mas a mordida tava bem profunda. Ainda não tirei o aparelho, mas até gosto dele (exceto quando aperta, que aí complica pra comer :/) rs. 


  Entre esse tempo que foi passando, fui juntando dinheiro. Mesmo se conseguisse gratuito, ainda precisaria economizar para a mamoplastia de aumento, vulgo silicone rs. 
  Então conheci outras pessoas que foram na triagem e passaram, inclusive algumas que utilizavam aparelho, também o fixo. E já que eu estava aqui em SP (férias da faculdade, estudo em MG) decidi tentar de novo. "A esperança é a última que morre."
  Fui e novamente disseram que eu tinha o tipo de nariz que eles aprovam, que se eu não tivesse, falariam pra eu nem voltar mais, mas que precisava tirar o aparelho e depois voltar, pois o aparelho deixa os dentes amolecidos e poderia causar algum dano ao quebrar o osso da napa. 
  
  Só que nisso, meio que de uma hora pra outra, acabei achando um lugar para colocar minha prótese de silicone e, que fazendo a rinoplastia junto, teria um bom desconto. Parcelei até meu rim, mas to aí, feliz com o resultado, que postarei em outro post. rs

 * Indico o blog da Rose (um amor por sinal) http://www.bellobaltor.com.br/ para mais informações sobre rinoplastia no HC, inclusive possui fotos de resultados feitos lá (como o dela mesmo). 

Beijão ;*

Cirurgia Plástica

  UAU, esse tempo voa. Última vez que estive por aqui foi em outubro de 2014. Como vocês estão amores? Mas enfim, tirando a crise financeira, emocional e acadêmica, está tudo lindo por aqui rs.

OLHA ELAAAAAAAAAA!!! 

ahaha, voltei gente. E cheia de novidades. E, o assunto de hoje é justamente em relação a uma delas: entrei na faca e mudei a napa (rinoplastia) e o peito (prótese de silicone ou mamoplastia de aumento). Sim, fiz cirurgia combinada (pensa numa pessoa que ficou o carnaval morta em recuperação).
  Bom, pelo tanto que li sobre o assunto e tenho a falar, já prevejo que vai render alguns posts rs. Então, para não ficar muito longo, vou por partes e começar do começo (ah vá).

  Quando decidi?
  Verdade seja dita: nariz grande eu sempre tive. Fotos para comprovar, please:

2013

Foquem no nariz, não na cara de bêbada de quem tinha acabado de voltar da virada na Paulista.

2015
Ok, sempre tenho cara de bêbada (as vezes é só cara).

  Mas até então, eu me olhava no espelho e convivia perfeitamente bem com isso. Devo confessar inclusive que eu gostava dessa "bolinha de palhaço" que tinha na ponta. Chamo de bolinha porque o médico disse que não chega a ser nariz de batata, já que as abas não são largas. 
  Apesar dele ser grande, combinava comigo. Tenho 1,75 de altura, quadril e ombro largo, um narizinho não faz meu tipo rs. 

  E repetindo, até então, eu me olhava no espelho e convivia perfeitamente bem com isso. Óbvio, no espelho não me via de perfil! Até que lá pra 2012 tirei uma foto de lado, brincando com meu dog e JESUS, uma rinoplastia virou um desejo constante em mim. Não tenho mais aquela, mas da pra ter uma noção: 


TAM TAM TAM som de filme de terror*


  Essa cara de susto já tava prevendo a "beleza" que ficaria a foto. E só consegui achar essa, tamanho era meu trauma por foto de perfil! Obs: Saudades Guarujá. 

  Daí eu entendi porque várias pessoas perguntavam se eu tinha origem árabe, e eu achando que era a cor de pele, o tipo de maquiagem, ou sei lá o que.
        
                                       

Sabia da Ruby e que ela é maravilhosa, então, devia ser elogio. 

  Mas aí vendo fotos, descobri que muitos árabes possuem o nariz com o ossinho saltado. No mesmo estilo que o meu era. Deve ter algum árabe no meio da família entre os 23 filhos do meu bisavô (olha a falta da TV). Tipo assim: 


Peguei essa foto aqui: http://belezacirurgica.blogspot.com.br/2013/07/rinoplastia.html

  Dessa forma, meu problema na verdade era o dorso, a aparência de perfil. Ótimo, decidi. E aí? E aí nada, eu não tinha o dinheiro kkkkkk (melhor remédio era rir de mim mesmo, porque não ia arrumar no mínimo 5 mil reais - NO MÍNIMO, COM MUITA SORTE tão cedo).
  Esse foi um dos motivos que demorei tanto para operar, além da questão de eu estudar fora e ter que ser nas férias, fazer todos os exames, escolher médico e etc.

  Mas, como sou curiosa (teimosa), fui atrás de lugares mais baratos, hospitais universitários, pesquisei infinitamente em blogs e no santo google. Como fiz no particular, já perceberam que pra mim não deu certo né? rss 
  O que não significa que não vou deixar minha dica aqui: tentem em hospitais universitários, eu mesma fui duas vezes no hospital das clínicas (HC) aqui em SP para passar na triagem, eles operam totalmente gratuito. Parece que cobrem até o medicamento. E se eu não fosse impaciente, creio que iria conseguir. Mas isso explicarei melhor no próximo post, 

Beijão

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Leitora linda (:

  Boa noite amores! 

  No último post tinha comentado da Larissa, lembram? Se não, está aqui. 
  Bom, foi graças a essa linda que eu me animei pra voltar aqui. Aliás, animada eu sempre tô, só faltava o tempo, porque já estou tomando tanta bomba na facu D: aiai...

  Mas vamos falar de coisa boa? (lembrei da propaganda da câmera, af --' rs)

  Enfim, percebi então que a gente cria sim vínculos com as pessoas até através de uma tela do computador e que eu precisava voltar mais vezes aqui.    
  E nada mais justo que trazer novidade para essa volta. E, ainda mais justo que isso, fazer uma interação maior com as leitoras. E ainda mais justo que o mais justo -k-, começar pela:


Larissa no comando!
(15 anos, São Bernardo do Campo - SP, conheceu o blog enquanto procurava resenhas de Shitake no Google. Conheceu o Cronograma Capilar fuçando por aqui.)

  Obs: Super dicas da moça em relação aos produtos a baixo. Obs 2: O cabelo dela é maravilhoso, então, vale muito ler suas opiniões. Obs 3: Pela foto, já viram o estilo né? Olha esse batom #arrasa. Obs 4: Muito muito muito obrigada Larissa *-*

Óleo de tutano:

"Não consigo usar ele misturado na máscara, tenho a impressão que "pesa", que acumula no cabelo, porque quando vc extrai ele seca e vira uma "manteiga" difícil de tirar, o mesmo acontece qnd tu exagera na quantidade, vc tem que aquecer até ele virar óleo e usar antes dele secar, tem que usar uma quantidade pouca, que dê pra todo cabelo, mas não pode exagerar, e é bom evitar a raíz, se não fica difícil de remover e aí vc tem que usar tanto shampoo que parece q nem fez efeito de tão ressecado que fica, eu recomendo deixar de uma noite para o dia como umectação, com touca pra não melecar o travesseiro, no dia seguinte (se vc colocou uma quantidade pouca) o cabelo já vai ter absorvido, aí tu lava normalmente, eu como sou paranoica sempre uso uma máscara depois, morro de medo de cabelo ressecado, nem que seja máscara de hidratação leve ou um condicionador de efeito hidratante, mas enfim, o efeito é muito bom, dá força, deixa o fio encorpado, dá sim uma boa reconstrução, tanto é que já faz muito tempo que eu não uso a queratina."

Máscara RT5 extra-profundo:


"A máscara RT5 extra-profundo é muito boa, dá uma ótima hidratada e com alguns usos (uns 3 eu reparei) dá uma força muito boa, tu já percebe na primeira aplicação uma melhora nas pontas e a quebra diminuí bastante, eu sempre gostei da RT5 especial química (essa apesar de ter queratina - meus cabelos não curtem queratina, era o tipo de máscara que eu poderia usar várias vezes na semana que sempre causava um efeito maravilhoso), mas essa se superou, quem não tem os fios muito danificados e já segue o cronograma acho que vai adorar, a consistência não é lá essas coisas, mas rende bastante, eu uso uma colher de sopa rasa pro cabelo todo, se tornou minha máscara favorita, encaixo ela numa reconstrução sim, se o cabelo da pessoa estiver muito danificado (provavelmente porque tem química), acho que é só misturar um pouco de queratina, já que ela usa outros ativos pra reparação, mas no meu ela tá servindo como uma luva."

Óleo extraordinário:

 

"A máscara óleo extraordinário é outra que me surpreendeu, não botava fé nela, apesar de o óleo ser muito bom, achava que ela não teria tanto dos óleos no produto, se tem muito ou não, não sei, mas ela dá uma boa hidratada, e nutre sem pesar, quanto ao frizz eu não sei dizer se melhora pois não tenho tantos problemas com ele como tinha, mas eu percebo que apesar de ser uma máscara bem hidratante e conter vários óleos ela não pesa, a consistência é boa, e o cheiro foi o que me encantou, me lembra canela, ou algo do tipo, é uma delícia, derrete o cabelo, deixa super macio, brilhante e soltinho."


  E eu, Talita, devo confessar que fiquei apaixonada pelas resenhas dela. Super detalhadas sem serem cansativas. AMEI! Vou ter que ser chata e obriga-la a participar mais vezes do blog ahaha :x.

Beijo beijo

within

Poderá gostar também de: